Trilha Inesperada

Como flor no deserto, brotou
Aquela que seria, é e será
A mulher dos sonhos,
Mulher que ando a amar.

Será ela minha calmaria, meu porto,
Minha morada cristalina e leve,
Silenciosa – nunca tranquila – amada
Da saudade constante, nunca saciada!

Em seu silêncio habita a calmaria,
Que me afasta dos tormentos da tempestade.
E com maestria e majestade me conduz,
E me deixo levar com total liberdade.

Ela me faz caminhar e me seduz
No caminho que também não conheço.
E se completa, então, o amado
Com a coisa amada.
Que a amiúde se saciam.

Anúncios
Published in: Sem categoria on 16/12/2014 at 07:29  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://pedrohspereira.wordpress.com/2014/12/16/trilha-inesperada/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: