Declaração em Segredo

Amo-te desse meu jeito…
Não do meu jeito de sempre,
Voraz, violento, barulhento…
Amo-te timidamente e em silêncio!

Amo-te com cautela
Mas sem reservas!
Amo-te, ainda, com ternura,
E com toda a bravura!

Amo-te, talvez, sem poder!
Amo-te com meu amor,
Que se abafa nesse silêncio.
Nessa quietude que penso ser nossa…

Amo-te no amor barulhento,
Que se guarda no coração acústico.
Amo-te como quem ama a desejada,
Quem espera pela almejada da inteira vida!

Amo-te de longe como posso,
E de perto como se nunca tivesse longe!
Amo-te, enfim, como me cabe.
De longe, em silêncio, contido…

Com vontade de amar-te estardalhaçamente!
Amar-te com corpo, alma e vontade!
Amar-te com verbos, pronomes e adjetivos!
Libertar isso tudo e de vez amar-te!

Anúncios
Published in: Sem categoria on 27/11/2013 at 17:32  Comments (1)