Ex-sempre-amor

São sorrisos tão sinceros e que não são mais meus.
São conquistas que não são mais partilhadas, nem deveriam.
São planos que continuam, mas com outro personagem, outro romance.
Fora ela a culpada, fora eu desonesto, fora nosso descuidado,
Fora nossa vida desmoronando e descambando no desafeto.

São elas em sentimentos iguais de raiva, tristeza, decepção,
São sentimentos que carregam pesadas lembranças inalteráveis.
São histórias de amor lindas que findaram sem final feliz, porque findaram.
São cartas em caixas, palavras no coração e, no fundo, uma ponta de saudade.
Fora a extinção daquilo que era eterno. E foi! Mas não durou pra sempre.

Fora tudo passando e escorrendo de nossas mãos,
Foram muitas tentativas calejadas de fortalecer as raízes,
Fora muita tensão nos ombros, fora pouca tranquilidade no coração.
Fora feitas mandingas inúteis, súplicas inalcançáveis, e nada adiantou.

Foi, passou, findou.
Assim que aconteceu.
Foi isso que deixou.

Anúncios
Published in: on 20/04/2013 at 12:35  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://pedrohspereira.wordpress.com/2013/04/20/ex-sempre-amor/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Nossa…que profundo. Não tinha lido esse poema. Tão intenso. Parabéns, filho!!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: