Leveza

Minha vontade é enterrar meu nariz nos seus cabelos
E me perder nesse vórtice de vontade e beleza…
De ter em minhas mãos a posse do desejo
E a companhia amável de sua presença.

De sorrir com seu sorriso e te tocar,
Tocar com cuidado e firmeza,
Tocar sua pele, sua face, seus instintos.
Embriagar-me de você numa bebedeira violentamente calma e sem pressa…

Despertas em mim a vontade
Vontade de falar de minhas vontades,
Vontade de revelar com sinceridade
A vontade de te dizer essas vontades.

Anúncios
Published in: on 24/01/2013 at 22:48  Deixe um comentário  

Passarinhos

O barra do dia surge no horizonte
O sol clareia a ponta das folhas,
E os passarinhos cantam.
Eles cantam.

Pardais, bem-te-vis, passarinhos
cantando felizes no lento amanhecer.
Será que cantam por serem livres, os passarinhos?
Ou cantam sua liberdade?
Ou porque está amanhecendo?
Ou estão a chamar pelo sol?
Ou ainda, esperam clarear para serem livres?
Será que só amanhece por conta do canto?

São tantos passarinhos…
Passarinhos que cantam por serem livres!
Cantam pois o sol está raiando.
Cantam para espantar a escuridão,
Afastar a madrugada fria.
São os passarinhos que cantam.
São os passarinhos afoitos voando,
Despertando, dando vida, pois já é dia.

Published in: Sem categoria on 17/01/2013 at 10:22  Deixe um comentário