Liberdade de um Prisioneiro

Sou prisioneiro de seus olhos morenos,
Residente de sua casa toda arrumada,
Você é minha fiel amante, eterna amada.

Usufruo do conforto de seu corpo,
Habito onde me deixas fazer morada,
Tenho-te como mulher e namorada.

Não duvido mais do meu desejo
Nem do quão bom é a realidade
De te amar tanto e de verdade.

Creio na liberdade que tenho
Ao ter um cárcere tão moreno,
Com olhar tão terno e tão sereno da minha amada.

Anúncios
Published in: Sem categoria on 14/05/2012 at 22:45  Deixe um comentário  

Insanidade

É de se duvidar da sanidade, duvidar da capacidade,
Duvidar de mim mesmo e da própria realidade
Duvidar de como se pode amar de maneira tão inteira
Essa mulher que me cativa e a mim se entrega.

É de crer que não é real aquilo que se tem,
De ousar pensar que ela não existe
E ela insiste em querer me amar.
E eu insisto em querer acreditar.

E em tanto insistir e me provar,
Provar dela e o que nela há
Caio em mim e me dou conta da verdade que brilha,
A verdade que desponta em seu olhar.

Escutar “eu te amo” em seu sussurrar
Perder-me em mim e nela eu me encontrar.
Ser eu nela, ela sendo em mim e sendo nós dois um!
É de se alegrar, perder a sanidade e se descontrolar
Ao descobrir que a tenho e a tenho para amar.

Published in: Sem categoria on 10/05/2012 at 07:30  Deixe um comentário  

Poeminha pra Luciana

Onde se encontra o amor de minha vida?
Onde minha loira iluminada se escondeu?
Onde assentou a minha morada, minha fiel e eterna morada?
Cadê Lucianinha? Cadê você namorada?

Published in: on 07/05/2012 at 13:19  Comments (1)  

Por que Hoje Sexta!

Por que hoje é sexta…
Há de se ter copos cheios,
Música no ambiente,
Beijos molhados,
Conversas sem fim,
Barulho em todos,
Silêncios em mim.

Vozes altas.
Pratos com filé com fritas…
Sim! Muitos pratos com filé com fritas.
Copos se enchendo,esvaziando,
Copos trocados.
“Outra garrafa
Mais dois copos…
Por que hoje é sexta-feira.”

Published in: Sem categoria on 04/05/2012 at 14:02  Deixe um comentário